PARTICIPE!
87 9 9974-2504

Chuva de meteoros Perseidas iluminou o céu pelo mundo

13 ago 2018 às 17:25

A chuva de meteoros Perseidas teve seu ápice de atividades na madrugada desta segunda-feira (13). O fenômeno é mais visível para observadores no Hemisfério Norte, mas em lugares em que o céu estava limpo, foi possível ver estrelas cadentes na maior parte do Brasil.

Essa chuva de meteoros acontece todos os anos, mas, em 2018, o auge coincidiu com a Lua Nova, garantindo condições de visibilidade excelentes.

No pico da “chuva de estrelas”, entre 60 a 100 meteoros cruzaram o céu por hora, oferecendo um espetáculo inesquecível às pessoas em vários cantos do planeta.

As Perseidas têm esse nome por ocorrer próximo à constelação de Perseu. Chuvas de meteoros acontecem quando eles entram na atmosfera terrestre ao mesmo tempo, causando riscos luminosos no céu, popularmente chamados de “estrelas cadentes”.

Geralmente, o fenômeno acontece porque a Terra atravessa a órbita de algum cometa, ao longo da qual há uma infinidade de fragmentos do próprio cometa espalhados. No caso das Perseidas, nosso planeta está cruzando a trilha de destroços deixados pelo cometa Swfit-Tuttle que tem um período de 133 anos.

A trilha é bem larga e está visível desde o dia 17 de julho até o dia 24 de agosto, quando a Terra deve sair da órbita do cometa. Neste ano, o pico máximo da chuva se deu entre os dias 11 e 13 de agosto.

Fonte: Veja