PARTICIPE!
87 9 9974-2504

Prejuízo líquido da Oi no ano alcança R$ 3,3 bilhões até setembro

10 nov 2016 às 12:48

orelhoesO prejuízo líquido da Oi atingiu R$ 3,3 bilhões no acumulado do ano até setembro, de acordo com informações divulgadas pela empresa nesta quarta-feira à noite. As perdas são 315% superiores às registradas nos nove primeiros meses do ano.
No terceiro trimestre, a Oi perdeu cerca de R$ 1 bilhão, queda de 1,2% em relação ao mesmo período do ano passado e 54% acima das perdas registradas nos três meses anteriores.

Com uma dívida estimada em R$ 65 bilhões, a companhia pediu recuperação judicial em junho. A crise na empresa poderá levar o governo brasileiro a editar uma medida provisória que permite a intervenção na empresa.

Com a aprovação do pedido, a empresa ganhou um “fôlego” financeiro. O passivo financeiro naquele momento foi “congelado” e será negociado dentro do plano de recuperação da Oi. A empresa também conseguiu suspender as execuções de dívidas e precisou depositar menos recursos para cobrir as cobranças judiciais.

Essas medidas contribuíram para a melhoria da posição de caixa da Oi no terceiro trimestre, de acordo com o relatório da empresa. A Oi aumentou em R$ 2 bilhões sua posição de caixa nos últimos três meses, um incremento de 49%, para R$ 7 bilhões. Apesar do aumento em relação os últimos três meses, o montante é menos da metade do que a Oi tinha em caixa no mesmo período do ano passado, No fim de setembro, a dívida líquida somava R$ 41,18 bilhões, 10,6% maior que um ano antes (R$ 37,24 bilhões).

Na apresentação dos resultados, a empresa disse que está focada em ganhos de eficiência operacional, no “controle rígido de custos” e na melhoria da posição de caixa. “O processo
de recuperação judicial contribui para a viabilidade operacional da companhia”, disse a empresa em nota.

“Apesar da complexidade do processo de recuperação judicial, a Oi vem cumprindo os prazos e os ritos exigidos pela lei. As operações e relacionamento com fornecedores e
parceiros continuam evoluindo dentro da normalidade.”

Operação

A receita líquida da Oi no período atingiu R$ 6,39 bilhões, cerca de 6% abaixo do registrado no mesmo período do ano passado. A empresa cortou em 2,5% os seus custos totais. “Considerando a inflação de 8,5% no período, a redução real de custos foi superior a 10%”, disse a Oi em relatório.